domingo, 22 de outubro de 2017

Estrada nova leva a praias do oeste.

CAMILO E AUDIC INAUGURAM DUPLICAÇÃO DA CE-085 ENTRE
TRAIRI E PARACURU

O primeiro-secretário da Assembleia Legislativa, deputado Audic Mota participou da solenidade de inauguração das obras de duplicação da rodovia CE-85, nos trechos dos entroncamentos das CEs 163 (Trairi) e 341 (Paracuru), ao lado do governador Camilo Santana, e do prefeito de Trairi, Marcos Prado, na noite desta sexta-feira, 20. 

Investimento de infraestrutura em benefício dos municípios do litoral oeste de nosso Estado, a obra está inserida no “Ceará de Ponta a Ponta: O Programa de Logística e Estradas do Ceará”. 

O trecho recebeu serviços de movimento de terra, pavimentação, drenagem, obras d’artes (correntes e especiais), sinalizações (horizontal e vertical) e proteção ambiental. Executada pela Secretaria do Turismo do Ceará (Setur) e fiscalizada pelo Departamento Estadual de Rodovias (DER), a obra custou R$ 49 milhões.

Opinião


ENTREVISTA PARA A GELADEIRA

MARLI GONÇALVES


Abriu a porta da geladeira, viu a luzinha acesa e logo saiu a dar entrevistas, falando pelos cotovelos aos rabanetes, cenouras, potes de manteiga, compotas e sobras de comida. Anunciou que faria coisas sobre as quais não tinha exatamente a ideia ou informação organizada. Muito menos explicações razoáveis, ou um discurso com cabeça, corpo e membros...
_______________________
Foi atropelado pelas batatas e quanto mais tentava se explicar mais muitos nós deu no pulôver do pescoço e se enrolou inteiro. As palavras pobre, ração, lixo, pó, alimento vencido, o pote com a imagem de Nossa Senhora Aparecida (deixem-na em paz, fora da política!) se misturaram e tornaram o assunto bem pouco palatável. Aliás, ficou até bastante indigesto, inclusive por misturar alho e bugalhos em biscoitinhos e com a Igreja. Se a ideia era boa, ninguém soube, ninguém viu.
O governo anda assim. O governo, não. Os governos. Todos os níveis. Calados seriam poetas. Perdem as batalhas da comunicação e isso cada vez mais impressiona. Meu bom coraçãozinho não quer pensar que é de propósito, não posso acreditar que lançam esses torpedos polêmicos e mal ajambrados quando precisam mudar o foco de alguma coisa, nos distrair. Impressionante: da boca deles brotam, jorram, incongruências.
Ah, seria bom se a comunicação fosse mais respeitada, e que a profissão de jornalista, particularmente falando por mim que trabalho nessa área, assessoria, crises, fosse mais honrada e responsável, que as coisas não fossem assim jogadas ao vento para ver até onde ele leva, porque já estamos bem dentro de um furacão. Não estamos querendo vulcões em erupção.
Os dias têm sido bastante pródigos em outros bons exemplos. Vamos lá, na linha manchetes que eles próprios nos deram e depois precisaram sair correndo para remendar, em geral chegando atrasados e metendo ainda mais os pés pelas mãos. “Governo libera mineração em área de preservação ambiental na Amazônia”. “Fiscalização do trabalho escravo vai acabar”. “Merenda escolar será de ração feita de alimentos que iam para o lixo”.
Seguido pelo festival de “não era bem assim”, “vocês não entenderam”, “tirem o viés ideológico”, “é golpe, é golpe”, “não querem que eu concorra”.
Mas o problema é que pode ser ideia boa e que pode acabar sendo desperdiçada, o que não é o caso, claro, nem da Amazônia nem do trabalho escravo. Mas da tal farinata, se tivesse sido apresentada direito. Um suplemento alimentar, nutritivo, produzido com bons e selecionados alimentos que são desidratados e podem integrar vários pratos em várias formas. Ideia antiga, inclusive, e que se bem desenvolvida já teria melhorado a miséria e a fome. Todo mundo come um monte de coisas que a gente não tem a menor ideia e vêm nos produtos.
Lidar com a imprensa não é simples, não é igual fazer selfie pelo celular, snap que se apaga. Outro dia, em um desagravo a um grande advogado, este fez em discurso uma ótima comparação, que aponta a dimensão do perigo, e a diferença – e até rixa - de tratamento entre as profissões, ambas com direito indiscutível a sigilo profissional. “Nunca vi no noticiário mostrarem gravação entre um repórter e a fonte, mesmo com acusação. Mas já vi várias gravações de advogados com seus clientes”.
Por outro lado, já há alguns anos os advogados têm assumido o papel de porta-vozes. Daí, tantas laudatórias e assinadas notas com palavras incompreensíveis e jurídicas ao grande público.
Enfim, considerem “Em boca fechada não entra mosquito”, uma das expressões mais objetivas e fundamentais para lembrar agora.
Tem outra boa: o peixe morre pela boca; essa lembra o anzol que o peixe corre a abocanhar a isca. Nós, jornalistas, dispomos sempre de várias minhoquinhas para jogar ao mar. Junto com as pretensões de muitos políticos por aí.
___________________________
Marli Gonçalves, jornalista - #prontofalei

Evangelho

Domingo, 22 de Outubro de 2017.
Santo do dia: São Donato Scoto, Bispo
Cor litúrgica: verde
Evangelho do dia: São Mateus 22, 15-21
Primeira leitura: Isaías 45, 1.4-6
Leitura do Livro do Profeta Isaías:

1Isto diz o Senhor sobre Ciro, seu Ungido: 'Tomei-o pela mão para submeter os povos ao seu domínio, dobrar o orgulho dos reis, abrir todas as portas à sua marcha, e para não deixar trancar os portões. 4Por causa de meu servo Jacó, e de meu eleito Israel, chamei-te pelo nome; reservei-te, e não me reconheceste. 5Eu sou o Senhor, não existe outro: fora de mim não há deus. Armei-te guerreiro, sem me reconheceres, 6para que todos saibam, do oriente ao ocidente, que fora de mim outro não existe. Eu sou o Senhor, não há outro.
- Palavra do Senhor
- Graças a Deus
Salmo 95 (96)
- Cantai ao Senhor Deus um canto novo, cantai ao Senhor Deus, ó terra inteira! manifestai a sua glória entre as nações, e entre os povos do universo seus prodígios!
R: Ó família das nações, dai ao Senhor poder e glória!
- Pois Deus é grande e muito digno de louvor, é mais terrível e maior que os outros deuses, porque um nada sóo os deuses dos pagãos. Foi o Senhor e nosso Deus quem fez os céus.
R: Ó família das nações, dai ao Senhor poder e glória!
- Ó família das nações, dai ao Senhor, ó nações, dai ao Senhor poder e glória, dai-lhe a glória que é devida ao seu nome! Oferecei um sacrifício nos seus átrios.
R: Ó família das nações, dai ao Senhor poder e glória!
- Adorai-o no esplendor da santidade, terra inteira, estremecei diante dele! Publicai entre as nações: 'Reina o Senhor!' pois os povos ele julga com justiça.
R: Ó família das nações, dai ao Senhor poder e glória!
Segunda leitura: Tessalonicenses 1, 1-5
Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Tessalonicenses:

1Paulo, Silvano e Timóteo, à igreja dos tessalonicenses, reunida em Deus Pai e no Senhor Jesus Cristo: a vós, graça e paz! 2Damos graças a Deus por todos vós, lembrando-vos sempre em nossas orações. 3Diante de Deus, nosso Pai, recordamos sem cessar a atuação da vossa fé, o esforço da vossa caridade e a firmeza da vossa esperança em nosso Senhor Jesus Cristo. 4Sabemos, irmãos amados por Deus, que sois do número dos escolhidos. 5bPorque o nosso evangelho não chegou até vós somente por meio de palavras, mas também mediante a força que é o Espírito Santo; e isso, com toda a abundância.
- Palavra do Senhor
- Graças a Deus
Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 22, 15-21
- Aleluia, Aleluia, Aleluia!
- Como astros no mundo, vós resplandeçais, mensagem de vida ao mundo anunciando; da vida a Palavra, com fé, proclameis, quais astros luzentes no mundo brilheis (Fl 2,15s);

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus:
Naquele tempo: 15Os fariseus fizeram um plano para apanhar Jesus em alguma palavra. 16Então mandaram os seus discípulos, junto com alguns do partido de Herodes, para dizerem a Jesus: 'Mestre, sabemos que és verdadeiro e que, de fato, ensinas o caminho de Deus. Não te deixas influenciar pela opinião dos outros, pois não julgas um homem pelas aparências. 17Dize-nos, pois, o que pensas: É lícito ou não pagar imposto a César?' 18Jesus percebeu a maldade deles e disse: 'Hipócritas! Por que me preparais uma armadilha? 19Mostrai-me a moeda do imposto!' Trouxeram-lhe então a moeda. 20E Jesus disse: 'De quem é a figura e a inscrição desta moeda?' 21Eles responderam: 'De César.' Jesus então lhes disse: 'Dai pois a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus.'
- Palavra da Salvação
- Glória a Vós, Senhor
Comentário do dia por São Lourenço de Brindisi
Capuchinho, Doutor da Igreja 

Sermão para o 22º Domingo depois de Pentecostes 

Ser realmente uma imagem de Deus
«Então, dai a César o que é de César e a Deus o que é de Deus». É preciso dar a cada um o que lhe pertence. Eis uma palavra verdadeiramente cheia de sabedoria e de ciência celestial. Porque nos ensina que há duas espécies de poder: um humano e terreno, outro divino e celeste. [...] Ensina-nos que devemos estar sujeitos a uma dupla obediência: às leis dos homens e às leis divinas. [...] Temos de pagar a César a moeda que tem a efígie e a inscrição de César, e a Deus o que recebeu o sinete da imagem e semelhança divinas: «Resplandeça sobre nós, Senhor, a luz da tua face!» A luz da tua face deixou em nós a tua marca, Senhor (Sl 4,7).

Fomos criados à imagem e semelhança de Deus (cf Gn 1,26). Tu és homem, ó cristão. És, portanto, moeda do tesouro divino, uma moeda que tem a efígie e a inscrição do Imperador divino. Assim, pergunto com Cristo: «De quem é esta imagem e esta inscrição?» Tu respondes: «De Deus». E eu digo-te: «Então porque não dás a Deus o que é de Deus?»

Se queremos realmente ser imagem de Deus, devemos assemelhar-nos a Cristo, pois Ele é a imagem da bondade de Deus e «imagem fiel da sua substância» (Heb 1,3). E Deus, «àqueles que Ele de antemão conheceu, também os predestinou para serem uma imagem idêntica à do seu Filho» (Rom 8,29). Cristo deu verdadeiramente a César o que era de César e a Deus o que era de Deus. Ele observou da maneira mais perfeita os preceitos contidos nas duas tábuas da lei divina, «tornando-Se obediente até à morte e morte de cruz» (Fil 2,8), e por isso foi elevado ao mais alto grau de todas as virtudes visíveis e invisíveis.

Treinador impede Neymar de trabalhar


Neymar chutou uma bola com raiva para mostrar descontentamento com o técnico do PSG. O treinador separou os jogadores em dois grupos; os que jogaram dois dias antes e os que não jogaram. Quem não jogou treinou com bola e tal. Os outros foram dispensados para descanso. Neymar queria treinar, disse que estava recuperado que o jogo haviasido dois dias antes. Mas foi vetado. Aí se irritou com o treinador e deixou as pessoas que viram a cena assustadas.
É a primeira vez que sei de alguém proibida de trabalhar e obrigada a descansar do que não cansou.
Neymar se desentende com técnico do PSG, diz jornal 205 Do UOL, em São Paulo, SP 21/10/201719h52 Ouvir texto 0:00 Imprimir Comunicar erro Benoit Tessier/Reuters Neymar cumprimenta Emery em treino do PSG ... - Veja mais em https://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2017/10/21/neymar-se-desentende-com-tecnico-do-psg-diz-jornal.htm?cmpid=copiaecola
Neymar se desentende com técnico do PSG, diz jornal 205 Do UOL, em São Paulo, SP 21/10/201719h52 Ouvir texto 0:00 Imprimir Comunicar erro Benoit Tessier/Reuters Neymar cumprimenta Emery em treino do PSG ... - Veja mais em https://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2017/10/21/neymar-se-desentende-com-tecnico-do-psg-diz-jornal.htm?cmpid=copiaecola

Mega Sena

Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 16 milhões na próxima quarta (25)

dezenas:

12 16 17 18 34 37

sábado, 21 de outubro de 2017

Kennedy. fim do sigilo de sua morte

Donald Trump vai retirar sigilo de arquivos sobre assassinato de Kennedy




O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou neste sábado (21) que vai retirar o sigilo dos arquivos sobre o assassinato do ex-presidente democrata John F. Kennedy, baleado durante uma visita a Dallas, no estado do Texas, no dia 22 de novembro de 1963.
“Sujeito ao recebimento de informações adicionais, permitirei, como presidente, que sejam abertos os arquivos classificados e há muito tempo bloqueados de JFK”, disse Trump pelo Twitter, durante sua habitual série de mensagens matutinas na rede social.
O Arquivo Nacional tem até quinta-feira (26) para decidir quais dos 3,1 mil documentos sigilosos sobre o assassinato de Kennedy podem ser publicados e quais devem ser mantidos em segredo.
Trump é quem tem a autoridade final para decidir sobre a publicação dos arquivos ou mantê-los guardados por mais 25 anos.
Uma porta-voz da Casa Branca disse ontem (20) ao site Politico que os assessores de Trump estão trabalhando para “garantir a publicação da maior quantidade possível desses arquivos na quinta-feira”.
Mas reconheceu que o governo está preocupado com o fato de que alguns registros desses arquivos não foram criados até a década de 1990 e que eles devem ser revisados para que a publicação dos arquivos não causem um “dano identificável” à segurança nacional.
Um funcionário do Congresso que acompanhou de perto o processo afirmou ao Politico que a Agência Central de Inteligência (CIA) pressionou Trump para impedir a publicação de alguns documentos, possivelmente para esconder os métodos de atuação do órgão ou a identidade de alguns espiões que possam ainda estar vivos.
“Suponho que o presidente possa mudar de ideia no último momento, mas, a não ser o que o faça, não haverá uma publicação absoluta dessas informações. Veremos muitos arquivos na semana que vem, mas não todos, infelizmente”, disse a fonte, que pediu anonimato.
Quem questiona a versão oficial sobre o assassinato de Kennedy espera impacientemente a decisão de Trump, com a esperança de que os novos documentos possam esclarecer o maior mistério da história recente dos EUA.
Segundo o Politico, é possível que documentos da década de 1990 sejam publicados com censuras, de modo a evitar expor operações de inteligência relativamente recentes.
A maior parte dos 3,1 mil documentos sigilosos foi feito pela CIA, pelo FBI e pelo Departamento de Justiça. Uma lei de 1992 determina que eles sejam publicados totalmente na quinta-feira, a não ser que Trump determine o contrário.
(Agência Brasil)

Bilhete do Fernando Hugo

Macário,

CRIME PERVERSO E DESUMANO
Fraudes na compra e no armazenamento de medicamentos para o povo

Há aproximadamente três meses eu denunciei, no Plenário da Assembleia Legislativa do Ceará e para a mídia cearense, o absurdo inaceitável da venda de medicamentos (certamente roubados da saúde pública) nas feiras livres, bodegas e botequins em todo o Ceará, em especial, na Região Metropolitana de Fortaleza.

Naquela ocasião, chamei a atenção para que o Ministério Público e a Polícia Civil usassem a inteligência na busca dos desumanos e desalmados ladrões das medicações dos pobres.
Nestes últimos dias, a imprensa divulgou escândalos de uma quadrilha que superfaturava e fraudava licitações na Secretaria Estadual de Saúde e, pelo que constatamos, há a participação de servidores que facilitavam fraudes na compra de remédios e que operavam criminosamente uma parceria com fornecedores das medicações.

Sem dúvida alguma tenho certeza que o meu grito, efetuado anteriormente e denunciando o ilícito da venda indiscriminada e aleatória de remédios, levou como uma cura para tais males as ações terapeuticamente policialesca da Operação “Medicar”, que tem ao seu comando o competente Promotor de Justiça do Ceará, Dr. Rinaldo Janja, que representa o Ministério Público do Estado, em parceria com o Tribunal de Justiça Estadual e as nossas Polícias Civis e Federais. 

--
Abraço do Amigo,

Fernando Hugo.

Estrada nova leva a praias do oeste.

CAMILO E AUDIC INAUGURAM DUPLICAÇÃO DA CE-085 ENTRE TRAIRI  E PARACURU O primeiro-secretário da Assembleia Legislativa, deputa...