quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Do boletim do Governo do Ceará

Produção industrial: Ceará registra segundo maior crescimento do país em junho

web_JW1852.jpg

A alta foi de 4,3% e refere-se à comparação com o mesmo mês do ano passado

A produção industrial do Ceará apresentou alta de 4,3% no mês de junho, em comparação com o mesmo período do ano passado. Foi o segundo estado do país com maior crescimento, atrás apenas do Espírito Santo (10%), de acordo com a Pesquisa Industrial Mensal Regional (PIM Regional) divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta terça-feira (8). O resultado cearense é bem superior à taxa nacional de junho, de 0,5%, frente ao mesmo mês de 2016.

O diretor de Estudos Econômicos do Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece), Adriano Sarquis, diz que os números apontam um sinal de retomada da economia. "Já sentimos uma inflexão do panorama em nível nacional e estadual. Vemos que o cenário econômico sinaliza um leve crescimento, prova disso é a alta da indústria. Em junho de 2017, o Ceará foi o segundo maior do país nesse segmento. Temos que relativizar, pois em junho do ano passado tivemos uma queda na indústria. É uma base de comparação básica, mas sinaliza para a retomada da indústria cearense".

Depois do Ceará, estão os estados de São Paulo (3%), Minas Gerais (2,9%) e Rio Grande do Sul (2,1%), que também apresentaram taxas maiores que a média nacional (0,5%) em junho.

A produção industrial do Ceará também registrou crescimento no acumulado do primeiro semestre deste ano, de 0,6%, taxa também superior a do País, que foi de de 0,5%. Em relação a maio, o Ceará teve leve alta (0,1%). Segundo Adriano Sarquis, o grande destaque foi para o setor da metalurgia - sem incluir a Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP) -, com a produção de tubos, canos, chapas, bobinas, além de vestuário, aparelhos elétricos e calçados de couro sintético.

 Para o diretor de Estudos Econômicos do Ipece, as expectativas são positivas para a economia cearense num cenário nacional. "No mês de junho foi a terceira variação positiva. Temos uma visão otimista, já tivemos queda da taxa de juros e tende a cair ainda mais. Vai possibilitar retomar os investimentos, a sinalização de reformas, os compromissos com as metas de inflação. Os cenários macroeconômicos estão sendo positivos. Dos 15 lugares pesquisados, apenas oito cresceram nesse período e o Ceará está incluído. Esse desempenho vai influenciar no PIB nacional. Tirando o cenário político frágil, do ponto de vista econômico podemos ter bons resultados", complementa Sarquis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deputado do PSOL chama Temer de "bandidão" e diz que sessão da CCJ "dá nojo".

Leia em UOL com.br ou siga em face do macario. Durante sessão da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) que aprovou nesta quarta-feira (...